Site Overlay

O papel da tecnologia na recuperação econômica do Brasil

O avanço da ciência e da tecnologia podem ajudar na retomada da produtividade e dos negócios

A tecnologia segue sendo um dos principais pilares de sustentação do Brasil e do mundo, evitando um colapso econômico e social ainda maior durante a pandemia do novo coronavírus. O avanço tecnológico foi responsável por garantir que empresas pudessem seguir suas atividades remotamente, assim como também permitiu que serviços essenciais de saúde, educação, entre outros, continuassem a ser fornecidos mesmo em um cenário de distanciamento social.

Dentro desse cenário, a tecnologia assume um novo papel: ser protagonista da retomada econômica do país e, evidentemente, trazer uma nova era de ganho de produtividade, com o intuito de enriquecer, de forma sustentável, a sociedade brasileira. Ao longo da história, tecnologia e produtividade são praticamente sinônimos. Com o aumento das relações virtuais com os clientes, as empresas precisam estar presentes, de maneira integrada, em diferentes canais para se comunicar com clientes e atendê-los de forma simples, personalizada e efetiva.

Os novos tempos exigem que os ambientes corporativos promovam mudanças significativas de estratégias e processos. Rapidez e eficiência passam a ser as palavras-chave nas relações de trabalho na atualidade. A pandemia mostrou que a tecnologia amplia os limites do que achamos possível. É tempo de, finalmente, usar todo o potencial da tecnologia para garantir maior produtividade das empresas.

Investimento em Inteligência Artificial

O investimento em IA pode proporcionar um ganho considerável para a produção das empresas, pois ela é cada vez mais democrática, disseminando-se dentro das organizações com rapidez, em especial em atividades voltadas a transformar a avalanche de dados em informações relevantes para o negócio, permitindo que os profissionais priorizem tempo e esforço para tarefas mais estratégicas do que manuais.

Cada vez mais, as empresas têm recorrido à IA, não só para solucionar os problemas, mas também para criar mercados. Um ótimo exemplo disso é o número, cada vez mais alto, de sites que proporcionam ao internauta possibilidades de se divertir, sem sequer sair de casa, tudo isso através da IA.

Hoje, é possível usar o computador, tablet ou smartphone para assistir o programa que quiser a qualquer momento em serviços de streamings como Netflix, Amazon, Disney+ e HBO Max, jogar MMOs, roleta e apostas online ou até mesmo fazer consultas e conhecer vários lugares do mundo, no conforto de um sofá. As relações sociais, sejam elas de ordem profissional ou pessoal, estão sendo alteradas drasticamente, algo que movimenta o mercado, no sentido de acompanhar essas novas demandas.

No Brasil, já existem 702 startups com soluções de Inteligência Artificial, algo que representa exatamente o aumento da demanda por estes serviços, por parte das organizações. As cifras dos investimentos na área impressionam: as startups voltadas para soluções de IA captaram US$839 milhões, por meio de 274 rodadas. Somente nos últimos 12 meses, as empresas atraíram US$365 milhões por meio de 44 aportes.

Setor de Tecnologia Sustentável

O investimento em tecnologia não é somente uma saída para a as empresas produzirem mais, também pode ser o catalisador de soluções que gerem valor real, transcendendo barreiras geográficas e trazendo ganhos para diversos países do mundo, conforme já debatido em tantos eventos.

Existe uma tendência na América Latina de se voltar para a questão do meio ambiente, áreas como: preservação sustentável, monetização de créditos de carbono, desenvolvimento de novos biomateriais, biocombustíveis, criação de insumos médicos, alimentos, tratamento de água, lixo, energia limpa, entre outras tecnologias, estão norteando os investimentos nesse setor.

Mundialmente falando, nomes como Bill Gates, Jack Ma, Jeff Bezos, George Soros e Mark Zuckerberg têm iniciativas na área sustentável e estão investindo forte no tema. Países como a Dinamarca, um dos mais adiantados na venda dos ativos de petróleo e avançados em desenvolvimento de tecnologias sustentáveis, criaram um chamado “Green Future Fund” de 3,3 bilhões de euros para investir globalmente na questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *